A Medicina Tradicional Chinesa (MTC) é um conjunto de práticas terapêuticas, costuma-se dizer que é composta por oito pilares:

 

- Meditação

- Qi Gong

- Dietoterapia

- Feng Shui

- Fitoterapia

- Moxabustão e ventosa

- Acupuntura

- Massoterapia

 

Criada há mais de dois milênios, a MTC é uma das formas de tratamento mais antiga do mundo. Considera-se que o texto mais antigo conhecido na Medicina Chinesa, o Nei Jing, foi escrito entre 305-204 AC.

 

O Qi ou chi é considerado na Medicina Chinesa, como uma substância energética única que flui através de canais pelo corpo, os chamados meridianos. Cada par de meridianos está associado com um órgão corporal ou função específica. Ao longo destes canais localizam-se os pontos de acupuntura.

Outro aspecto central da Medicina Chinesa é o Yin e o Yang: as forças criativas positivas e negativas do universo, que complementam uma à outra quando a nossa saúde e corpo encontram-se em equilíbrio dinâmico.

 

A acupuntura consiste na estimulação de locais anatômicos na pele – os chamados pontos de acupuntura - com finas agulhas com o fim de normalizar o fluxo de energia sutil (ou Qi) no corpo. 

 

A fitoterapia chinesa se utiliza de substâncias que podem ser de origem vegetal, mineral e animal. As fórmulas chinesas são utilizadas e estudadas há muito tempo. Shen Nong Ben Cao jing (O Clássico em Matéria Médica de Shen Nong) foi escrito por Tao Hongjing por volta de 500 D.C.

 

 

Segundo a MTC, os desequilíbrios e doenças surgem quando o Qi não flui de maneira correta. Com a Fitoterapia Chinesa e Acupuntura isto pode ser regularizado e tratado. Como sua característica é ser holística, ou seja, avalia todos os aspectos do ser, desde seu comportamento, sua aparência, suas emoções, sinais e sintomas físicos, é possível tratar as mais variadas condições.

 

A indicação mais conhecida da Acupuntura é para tratamento de dores, entretanto é possível utilizá-la combinada à Fitoterapia Chinesa e Dietoterapia para tratar enxaquecas, depressão, stress, TPM, insônia, ansiedade, emagrecimento, até mesmo tratamentos estéticos, para parar de fumar e vários outros desequilíbrios e doenças. Estas técnicas, quando combinadas, possibilitam uma resposta ainda mais rápida do organismo.

 

A medicina ocidental e moderna, contudo, sugere que a Acupuntura estimule a liberação de substâncias químicas que alteram o sistema nervoso e podem ter efeitos em todo o corpo, promovendo o equilíbrio do organismo. Sendo assim, está muito associada a transtornos orgânicos resultantes de tensões emocionais como o estresse.

Vale ainda ressaltar a MTC é uma medicina preventiva, sendo referido no Nei Jing: “O médico superior é aquele que consegue, com sucesso, controlar as doenças antes que se desenvolvam”.

 

Devemos estar atentos à nossa saúde e equilíbrio mental. O corpo nos revela sinais que as vezes não damos importância, mas pode ser o início para uma manifestação no corpo físico.

 

Manoela Scremin – Farmacêutica Acupunturista

CRF 16277

  • Wix Facebook page